quinta-feira, 24 de julho de 2014

Cem Poemetos de Solidão: Poemeto LXXXIV

LXXXIV

Outra vantagem da declarada senilidade: poder entregar-me à vontade às beldades da fantasia, sem ninguém estuprar-me com as barbaridades do dia a dia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário