terça-feira, 22 de julho de 2014

Cem Poemetos de Solidão: Poemeto LXXXIII

LXXXIII

Minha sina com a América Latina: encontrar fantasia lírica numa realidade que só barbariza.


Um comentário: