sexta-feira, 3 de maio de 2013

Poemas punks pagãos: Minha religião é terrível, baby!

Livre das correções de provas e trabalhos de fim de bimestre, com as médias dos alunos já calculadas, com uma barba extensa e desleixada pelo tédio de esforços repetitivos e excesso de trabalho do último fim de mês, com a casa meio bagunçada, no meio do caos cotidiano, eu retorno, amigos leitores, e trago velhas novidades!
Hoje posto um poema pagão inédito, em tributo a Bad Religion, fodástica banda punk estadunidense homenageada no último evento "Rock na Garagem", organizado pelo Feira Moderna Zine, no Metallica Pub, em São Gonçalo/RJ, realizado no dia 27 de abril. Criei o poema com base em letras da banda - principalmente em "You" e  "Sorrow" - e em algumas ideias que a banda prega em suas canções.
Em tempo: no dia do evento "Rock na Garagem" do dia 27 de abril, declamei esse poema e outros acompanhado da guitarra de Rafael A. e, em breve, postarei o vídeo aqui no blog.
Vivam a punk poesia, amigos leitores, pra que não enlouqueçamos nas torturas do dia a dia!!!


Minha religião é terrível

Minha religião é terrível, baby!
Rezo com os punhos fechados todos os dias
Contra os demônios da rotina.
Eles estão por toda parte, baby!
Na inércia da cidade,
Na nossa falta de vontade
E é preciso combatê-los com arte, querida,
Por isso que o meu terço é a poesia
E meu templo é o tempo presente,
Precisamos orar pelo povo carente
E, na rima pobre, revelar a face brutal
De um mundo omisso e desigual.
Vou levá-la a minha igreja, baby!
Basta aceitar meu convite, basta lutar com vontade,
Que encontraremos o céu nessa terra, a paz na guerra
Mais cedo ou mais tarde.

Sei que minha religião é terrível, baby,
Mas só ela me faz feliz nesse inferno de sorrisos tristes,
Só ela me faz insistir que um paraíso ainda existe
Longe daqui, perto de mim, dentro de ti!






2 comentários:

  1. Olá Carlos Brunno olha eu sinceramente gostei por partes desse poema. Mais o título de falar que "religião mal"? Você podia me explicar isso?
    Ate mais espero considerações!
    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Explicando, camarada: Religião má ou religião terrível é a tradução do nome da banda "Bad Religion", a quem propus fazer o poema-homenagem (tentei detalhar isso na introdução; vale a pena relê-la, amigo!). Além disso, o culto à arte historicamente poucas vezes foi bem visto pelas religiões (exemplo: na Idade Média, vários artistas eram condenados à fogueira da Inquisição e/ou tinham suas obras recolhidas para as bibliotecas da Igreja e proibidas de serem lidas pelo público não pertencente ao clero. Outro fato é o caso de Salman Rushdie, cuja obra "Versos satânicos" foi condenada pelos líderes religiosos da Índia, a ponto de colocarem a cabeça do escritor a prêmio, o que forçou o exílio de Rushdie na Inglaterra. Alguns livros de José de Alencar, Gilberto Freire e outros já foram condenados por pastores evangélicos, a ponto de adolescentes seguidores de determinada religião se oporem à leitura dos mesmos, etc), o que contribui à ideia de que o culto à arte pode ser vista por muitos como uma 'religião terrível'.
      Valeu o comentário, Filipe Ivo; contribui para que as solidões permaneçam coletivas - vocês, leitores, são o termômetro do blog e fico muito feliz de que tenha vindo expor suas dúvidas e opiniões nesse espaço coletivo.
      Abraços!

      Excluir