sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Solidões compartilhadas: A Cena Underground, por Karina Silva

Hoje compartilho mais uma vez minhas solidões poéticas com a talentosa poeta valenciana Karina Silva. Neste novo poema, Karina nos apresenta seu olhar poético para a cena underground, que a cada dia cresce mais nos horizontes líricos valencianos. Em tempo: esse poema abrirá a edição especial do Sarau Solidões Coletivas in Bar, que vai rolar amanhã, às 18:30h, no Bar da Néia, na rua Maria Clara Pentagna, n.º 78, no Parque Pentagna, em Valença/RJ:

Cena underground

Paisagens voam a minha frente.
Nos arredores da cidade tumultuada...
Como são belos
os sons daqueles subversivos,
tentando fazer a diferença,
com seus instrumentos de cordas.
Como são belos,
tão belos, que chegam a ser perversos!
Palavras ecoam, como um refrão...
belos, são perfeitos, malditos, são insanos...
A arte volta pras ruas
atraindo um movimento.
O movimento periférico,
o movimento da liberdade
formando a cena underground. 

4 comentários:

  1. Muito bom Karina, excelente

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso poema
    "O movimento periférico,
    o movimento da liberdade"

    Profundamente belo.

    ResponderExcluir