segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Solidões compartilhadas: O Herói de Mariana Máximo


Depois de eleições que pouco decidem, onde quase tudo é um jogo de cartas marcadas pelo sistema corrompido e/ou de políticos fichas sujas populares substituídos por políticos de fichas limpadas desacreditados (porque, na sujeira administrativa e política atual, quem está realmente limpo ou não se candidatou ou não foi levado a sério pelo eleitor, tão corrompido quanto os candidatos de sua preferência), depois dessa ‘festa de democracia’, onde, no final, quem decide o resultado final é o mesmo Legislativo e Judiciário que, quase sempre, agem de acordo com os anseios de poderosos (a suposta ligação de Sérgio Cabral e o empresário Cachoeira, por exemplo, desaguou em tramoias políticas e ninguém nunca viu um cidadão tão íntegro e tão ficha limpa quanto o governador do Estado do Rio de Janeiro), depois de toda essa zombaria eleitoral, só nos resta rezarmos por nossos heróis não humanos, pelos governantes do plano astral.
Essa sensação de impotência, esse desespero que nos faz rezarmos pra que Deus perdoe a nossa pagã DEMOcracia, me fez lembrar de um belíssimo poema da teresopolitana Mariana Máximo, ex-aluna minha na E. M. Nadir Veiga Castanheira (fechada após as tragédias da chuva de janeiro de 2011 e reaberta no meio deste ano). Por muitos desacreditada devido às notas baixas em muitas matérias, Mariana Máximo superou as dificuldades e se revelou uma das poetas mais geniais das turmas de 2010 e o poema dela “Quando acordo”, com o qual compartilho hoje minhas solidões poéticas com a fodástica artista, se destacou nacionalmente, ficando em 5° lugar no IV Concurso Infanto-Juvenil da Biblioteca Adir Gigliotti, de Campinas/SP. O poema de Mariana Máximo me faz lembrar da geração de poetas cristãos do Modernismo, como Jorge de Lima e Murilo Mendes.
Torçamos por nossos heróis íntimos, amigos leitores, pois torcer pelos nossos ‘novos’ velhos governantes é um novo salto livre do povo para o velho precipício das promessas falsas daqueles que regem a falta de regimento no país:

Quando acordo

Quando acordo, meu herói está perto de mim.
Quando acordo, meu herói está me protegendo.
Quando acordo, Deus está me aquecendo.
Quando levanto, eu dou bom dia ao meu herói.
O nome dele é Jesus Cristo,
Ele está comigo em cada momento.

Meu grande herói,
Você poderia acabar com  todas as violências!
Meu querido Deus,
Você me deu a vida,
Salva aquelas pessoas que estão morrendo
Tão rápido!

Vem, meu herói, eu preciso de você...
Aqui na Terra, vem!
Eu preciso de socorro...
Por favor, vem salvar este mundo
De tantas mortes, tantas destruições;
Tantas coisas que preciso muito
dizer
meu herói
venha
socorro
estou morrendo
me socorre
preciso
de
você

Mariana Máximo


Nenhum comentário:

Postar um comentário