quinta-feira, 28 de julho de 2011

Poema ecológico: Ensaio sobre a cegueira das árvores

Em homenagem ao Dia da Conservação da Natureza, posto o poema "Ensaio sobre a cegueira das árvores", de minha autoria, 1.º lugar no 4.º Concurso de Poesia do Espaço Cultural de São Pedro da Serra, em Nova Friburgo/RJ:


Ensaio sobre a cegueira das árvores

Te vi sonhando no colo de tua mãe.
Era outono e minhas folhas caíam
sobre teu rosto...

Jamais vi natureza tão linda...

Te vi brincando com teu amigo invisível.
Era inverno e tuas pedras frias feriam
meus frutos...

Jamais vi violência tão ingênua...

Te vi declamando o amor impossível.
Era primavera e meu tronco sentia
a tua faca aflita...

Jamais vi ferimento tão infinito...

Te vi desejando urbanas maçãs.
Era verão e teus toques secretos excitavam
minhas raízes...

Jamais vi sementes tão frutíferas...

Hoje vejo teu filho crescido
sem estações, sem tempo, sem bom dia.
O machado feroz caleja suas mãos
que se aproximam...

Amanhã serei lápis, papel, poesia
brotando para sempre ser lida:
“Adeus, amor...
Até outra vida!” 

Nenhum comentário:

Postar um comentário