segunda-feira, 7 de maio de 2012

Lembranças de meu aniversário adormecido profundamente

Hoje é meu aniversário e quem ganha o presente são vocês, leitores! Deixo para seus olhos anseios as memórias de aniversários passados; um poema-lembrança descaradamente inspirado no poema "Profundamente", de Manuel Bandeira. Espero que gostem da festa lírica que organizei nessa data especial; o bolo de ilusão está na mesa - quem deseja o primeiro pedaço?


Inesperadamente 
(Lembranças de meu aniversário adormecido profundamente)

Quando fiz quinze anos adormeci
Em plena festa surpresa de aniversário
Havia alegria e amor
Bebidas, risos e rock’n roll
Nos copos corpos carentes que se perdiam.
Só no dia seguinte despertei
Não havia mais bebidas nem risos
Apenas tratores
Passavam errantes
Perigosamente
Em minha cabeça.
Apenas de vez em quando
Um silêncio gritante
Cortava minha ressaca
Como um estampido sem bala.
Onde estavam os que há pouco
Dançavam
Cantavam
E riam
Na festa surpresa na qual adormeci?
- Estavam todos longínquos
Estavam todos acordados
Afastados
Inesperadamente.

Quando fiz quinze anos
Não pude sentir o gosto do beijo que você me deu
Enquanto eu adormecia.
Hoje fica nos lábios o seu perfume de poesia
Que não sentia
Meus amigos
Anderson “Teco”
Ronaldo “The wall”
Márcio “Rato”
E Lucimauro “Leite”
Me contaram o momento de amor que não tive
E onde está você, onde estão eles?
- Estão todos longínquos
Estão todos acordados
Afastados
Inesperadamente.

3 comentários:

  1. This reminds me when I was young and all the dreams I had, I had no idea where life would lead, if I had known, I wouldn't have wasted time being sad or depressed... that was all a waste of time:)

    ResponderExcluir
  2. Meu caro poeta, felicidades e que as musas inspiradoras possam transbordar em você as rimas e combinações belas para as futuras composições poéticas. E eu aceito um pedaço de ilusão sim, mas não o primeiro, esse eu desejo a você mesmo.

    Abs e comemore bastante (espero um milagre, se possível: não-ressaca rsrsr)

    ResponderExcluir
  3. olá guri

    então cheguei na hora boa foi?

    pode fica feliz teu presente de aniversário chegou kkkkkkkkk

    aceito um pedaço de bolo da ilusão

    enquanto bebo seu poema

    simplesmente realista maldita e bendita nostalgia

    mas então guri

    feliz aniversário tudo de bom para tu

    depois volto pra tira uma fotinho com o aniversáriante kkkk


    bjim guri sucesso

    ResponderExcluir