quarta-feira, 24 de maio de 2017

Solidões Compartilhadas: A mais que fodástica luz lírica de Mayara Melido

Há pouco tempo, ela partiu da Escola Municipal Alcino Francisco da Silva, na região rural de Teresópolis/RJ, onde leciono Português, pois precisa trilhar novos caminhos, outra escola, outro universo para iluminar com sua imensamente radiante estrela. Ela retornou para Além Paraíba/MG, mas deixou sua marca na Escola Alcino, foi uma das artistalunas de maior destaque neste ano e nos anteriores, deixou um legado lírico que eu tive a sublime honra de conhecer e ver amadurecer, e, seja pra onde ela for, sei que ela brilhará intensamente, pois sua arte e jeito de ser emanam forte luz poética onde quer que passe, seja quanto tempo permaneça, ela tem a “asa eterna”, como diria a ilustre mestre-poeta Cecilia Meireles, e isso nada nem ninguém jamais poderá tirar dela. Seu nome é Mayara Melido e é com uma vasta e fodástica antologia de poemas dela que eu compartilho minhas solidões poéticas hoje. Tive o privilégio de ler a maravilhosa coletânea abaixo de poemas da jovem e hiper-talentosa Mayara Melido logo no início deste ano e, agora, vocês, amigos leitores, também terão essa benção lírico. Garanto que vão gostar, curtir, ler, reler e compartilhar, amigos leitores. Boa leitura e Arte Sempre!

Amigos imaginários

Perco-me em sonhos
No meio do nada
São meus refúgios
Luzes na escuridão

Tanto tempo sem falar com pessoas
Que amigos imaginários eu crio
Na morte de um amigo real
A solidão é completa

Proteger meus amigos imaginários
É o que me resta
Porque são meus últimos companheiros
Nesse maldito lugar.

Músicas me fazem lembrar
Da época sem solidão
Amanhã vai melhorar
Sempre há uma luz no fim do túnel, um novo despertar...
Mayara Melido



O amor, o tempo e o vento

O tempo passa
Como o vento:
De manhã está bem
E, minutos depois, está paralisado.

O tempo passa.
Um dia está arrogante, chateado, com raiva
E no outro conhece uma garota
Que te leva na lua de tanta felicidade.

O amor chega
Sem você perceber.
A alegria é tanta
Que quer que o tempo pare.

Todos os dias
Esperamos que essa pessoa chegue
Para saber
Com que roupa e humor ela vem.

Não pense muito,
A vida é uma só.
Apenas viva como se fosse o último dia,
Apenas viva bem.
Mayara Melido

Apenas viva

O tempo passa
Como se fosse uma tempestade.
Pessoas chegam e vão
Com uma palavra.

O amor chega
Num passe de mágica.
A velocidade é tanta
Que você nem percebe.

Pessoas mudam sua vida
Com apenas um sorriso,
Como se todos fossem felizes
Como eu era.

Não pense muito,
A vida é uma só.
Apenas viva bem,
Apenas viva!
Mayara Melido

A escolha

O amor chega
Sem bater na porta.
Quando percebemos,
Já estamos apaixonados.

Não dá para definir
O amor ou a paixão
Porque só sentimos.

Se nos apaixonarmos pela pessoa errada
Podemos nos destruir
Com a tristeza e a solidão.

O amor pode te transformar
Em uma pessoa melhor ou pior:
A escolha é somente nossa.
Mayara Melido



O risco

Apaixonar-se é arriscar-se
E temos que arriscar
Pois tudo na vida só conseguimos arriscando.
Mayara Melido

Contra o tempo

A vida passa tão rápido
Que nem percebemos...
Pessoas passam,
Nem notamos.

Não deixe o que pode fazer hoje
Para fazer amanhã:
O tempo é tão curto
Que temos que correr contra ele.

Faça o que te dê vontade,
Não faça o que o outro quer que faça,
Não pense muito no que vão dizer,
Pense apenas se vai ser feliz
Com sua decisão.
Mayara Melido

Nenhum comentário:

Postar um comentário