domingo, 7 de fevereiro de 2016

Carnaval de Solidões Compartilhadas: O Tempo Lírico de Rosangela Carvalho

Carnaval no blog é da folia lírica, é como o festejo popular foi consagrado por Bandeira: carnaval no blog é poesia!!! Por isso, hoje, compartilho mais uma vez minhas solidões poéticas com a fodástica poetamiga voltarredondense Rosangela Carvalho.
Assim como eu, a poetamiga Rosangela Carvalho classificou pelo segundo ano consecutivo entre os três finalistasna Categoria Poeta do Prêmio Olho Vivo (o vencedor do prêmio deste ano será divulgado numa cerimônia de gala,no Teatro Gacemss, em Volta Redonda/RJ, na sexta-feira, dia 19/02, às 20h) e merece todo destaque pelo brilhantismo cada vez mais amadurecido de seu lirismo.
Trago ao blog o mais-que-fodástico "Tempo", de Rosangela Carvalho, juntamente com o fascinante e super-bem-produzido clipe do poema compartilhado.
Deixemos a chuva lírica dos momentos de Rosangela Carvalho inundarem nossos olhos, amigos leitores!

Tempo

A chuva cai de mansinho
lá fora...
E eu aqui perdida
no agora...
Num momento esquecido,
de um tempo perdido...

Ah, a solidão desses momentos...
O mergulho que se faz
por dentro...
Os sentimentos que se encontram,
os fantasmas que aparecem
e nos assombram...

E a chuva cai lá fora,
molhando a terra,
molhando a rua...
Mas dentro de mim a
estiagem continua...

Não há o que se possa
plantar...
Não há o que se possa
colher...
Tempo de esperar,
por um novo
amanhecer...



Nenhum comentário:

Postar um comentário