domingo, 30 de novembro de 2014

A tristeza extrema traduzida em poema, fotos e clipoema

Os poetalunos (da esquerda pra direita) Caio Xavier Damião
e Renan Ignácio Branco, autores do poema "Muito triste"
É, amigos leitores, devido a uma agenda frenética de compromissos como escritor e como professor, o blog andou meio desatualizado, porém, hoje, volto com tudo, compartilhando com vocês o mais-que-fodástico poema ultrarromântico-contemporâneo“Muito triste”, dos poetalunos Renan Ignácio Branco e Caio Xavier Damião.
Atualmente concluindo o nono ano, os dois poetalunos se uniram pra produzir um grandioso e maduro poema sobre amor, separação e dor, feito após as aulas sobre o ultrarromantismo de Byron e Álvares de Azevedo, elaboradas pelo professor-poeta-pateta que vos fala no ano passado, quando os dois talentosos artistalunos estavam no oitavo ano.
O poema de Renan Ignácio Branco e Caio Xavier Damião fez tanto sucesso que foi contemplado com um breve ensaio fotográfico e com um clipoema produzido pelo Luz, Câmera... Alcino!, na tarde da última sexta-feira, dia 28 (enquanto consumistas ensandecidos se matavam na Black Friday, nós, artistas da Escola Municipal Alcino Francisco da Silva, da região rural de Teresópolis/RJ, fazíamos arte!)
Abaixo vocês poderão contemplar o mais-que-fodástico poema “Muito triste” de Renan Ignácio Branco e Caio Xavier Damião, o ensaio fotográfico e o clipoema homônimos. Um poema fascinante, que merece ser lido com os olhos, os ouvidos, a alma e o coração.
Amor, Sonhos e Arte Sempre, amigos leitores!

Muito triste

Estou muito triste,
sentado num banco num lugar qualquer,
lembrando nosso amor
que um dia foi maravilhoso.

Daqueles beijos que você me deu
e de seu carinho inesquecível...
Seu cheiro e seu olhar me encantavam.

Eu estou muito triste
e não consigo mais escrever;
Você se foi
e eu só fico pensando em você...
Renan Ignácio Branco e Caio Xavier Damião

Ensaio Fotográfico Muito Triste (Variações de Muita Tristeza)
Modelos: Renan Ignácio Branco, Caio Xavier Damião, Ingrid Charles de Souza, Lorraine Lopes Ferreira, Isadora da Fonseca Wermelinger e Kamila Cruz de Souza





Clipoema: Muito Triste

Inspirados no fodástico poema "Muito triste", de Renan Ignácio Branco e Caio Xavier Damião, o Luz, Câmera...Alcino!, grupo teatral da E. M. Alcino Francisco da Silva, da região rural de Teresópolis/RJ, produziu mais um clipoema, desta vez sobre amores partidos, lembranças e solidão.

O clipoema teve direção geral e edição do professor-poeta-pateta que vos fala, roteiro elaborado coletivamente, atuação, estreia na direção artística de Gioliana Reis e estreia da coordenação da trilha sonora elaborada pela artistaluna Maiara Viceli (que também atua em algumas cenas). Além de Maiara e Gioliana, o elenco conta com João Paulo Oliveira como protagonista e a participação de Rayssa Fernandes, Josué Carvalho, Cassiano Ricardo, Lorraine Lopes, Bruno Portela, Edi Lopes da Silva Jr. e Ingrid Charles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário