segunda-feira, 10 de junho de 2013

Mais um poema queenmaníaco: Salve-me, Rainha

A pedido da cantora Carina Sandré, produzi mais um poema queenmaníaco, desta vez inspirado na canção "Save me".
Para todos que buscam salvação na arte:

Salve-me, Rainha

Havia um tempo
em que éramos só voz e emoção
e tudo era arte, luz e ação
até que você endureceu,
até que algo escureceu
em nossos quartos de emoções.

Por isso eu lhe peço, rainha da vida em expansão:
Ceda-me, ceda-me
mais um minuto de atenção
e deixe-me, deixe-me
uma última composição,
antes que o silêncio comece a gritar,
antes da total escuridão.

Salve-me, salve-me,
antes que seja tarde.
Salve-me, rainha do brilho incomum!
Salve-me, antes que o mundo acabe,
antes que eu me torne mais um
solitário na multidão.
Salve-me, rainha, salve meu coração.
Salve meu sonho, rainha, salve-me
com mais uma canção!


Um comentário: