quinta-feira, 18 de maio de 2017

Reflexões Compartilhadas: Os Pensamentos de Jorge Vitor

Quando iniciei o blog há mais de 5 anos atrás, usei esse espaço virtual-lírico como refúgio para meus poemas, contos, crônica, resenhas, prosas poéticas e pensamentos. Não tinha condições financeiras (e ainda não tenho) de publicar um livro por mês ou por ano e o blog foi (e é) uma alternativa para apresentar minha arte em tempo real, sem muitas delongas, ao mesmo tempo em que pude, através dele, contar as histórias por trás de meus escritos, como uma espécie de diário de formação da escrita.
Com o tempo e graças à interação dos leitores amigos, o blog cresceu e ganhou novos objetivos. Um deles foi o de divulgar, dar espaço às produções textuais de meus artistamigos e artistalunos. Na escola, passei a buscar intensamente o que já buscava há tempos, mas antes sem divulgação virtual: os escritos, as contribuições literárias dos artistalunos.
Hoje trago os escritos de mais um talentoso artistaluno da Escola Municipal Alcino Francisco da Silva: seu nome é Jorge Vitor e, há cerca de um ano atrás, ele me entregou alguns de seus fodásticos pensamentos (na folha, tais pensamentos são dedicados para Flaviane). Leiamos com atenção e reflexão, amigos leitores.

“Pra quem tem fé, a vida nunca tem fim.” 
(Jorge Vitor)

*******************************


“No amor, não há “pessoas certas”. Há pessoas que lutam para dar certo.” 
(Jorge Vitor)

Nenhum comentário:

Postar um comentário