quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Reflexões tragipoéticas: Germinal e o ano de 2016

Existe um filme francês chamado "Germinal", de 1993,  baseado no genial escritor naturalista Émile Zola, que retrata a condição de trabalho desumana dos operários durante a Revolução Industrial. O filme é uma forte denúncia aos maus tratos com o operiado, porém o roterista, ao dar preferência mais aos fatos que às nuances da narrativa, após a parte inicial do filme, oferta ao espectador uma série de sucessivos fatos trágicos - são pouquíssimos, raríssimos momentos confortantes (na primeira vez que vi, jurava que não havia nenhum sequer) e é tanto acidente, tantas mortes, tantos maus tratos extremos, tanta desgraça junta que nossos olhos chegam a ficar exaustos de ver tanta tragédia num filme só.
Pois é: "Germinal" é uma ótima resposta para quando me perguntarem como foi o ano de 2016 para mim e para a humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário