quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Luz, Câmera...Alcino! apresenta Eu preciso dizer que te amo

Escola Municipal Alcino Francisco da Silva, região rural de Teresópolis/RJ - A equipe do Luz, Câmera...Alcino! aproveita mais uma pausa nos ensaios da peça "Mamãe Luz e Papai Mundo precisam reatar" (remarcada pra ser apresentada no dia 13 de novembro na escola) para realizar um novo vídeo (de uma série prevista com 2 vídeos - cada um inspirado e homenageando uma canção dos consagradíssimos artistas Cazuza e Renato Russo).
Neste primeiro curta da série, produzimos um conto de autoria coletiva, inspirado na fodástica canção "Eu preciso dizer que te amo", composta por Dé, Bebel e Cazuza e interpretado por Cazuza e Bebel Gilberto.
Com roteiro de autoria coletiva, o curta teve direção minha e contou com os artistalunos Vânia Ribeiro Camacho (vivendo a personagem Mariana, que vive angustiada querendo declarar seu amor por Léo, personagem interpretado por Stallone Oliveira), Brendha Fernandes (fazendo o papel de Isa Bela Adormecida, personagem dorminhoca, desejada por Léo), Ana Gabriela Medeiros (fazendo Sofia, a colega de Mariana e Léo, que descobre a paixão secreta de Mariana) e Daiana Vieira (interpretando Baby Suporte, a personagem que sempre interfere solicitando algo aos outros personagens).
Neste primeiro vídeo da série, em homenagem a Cazuza (1958-1990) e seus amigos e parceiros musicais Dé e Bebel Gilberto, vemos os dramas vividos por Mariana em suas tentativas frustradas de declarar-se ao personagem Léo.
Além da inspiração na letra da música "Eu preciso dizer que te amo", o roteiro também contém 2 poemas da artistaluna Vânia Ribeiro Camacho, que faz o papel da protagonista Mariana.
Abaixo posto o vídeo em dois links diferentes (o Youtube está com uma política feroz sobre direitos autorais e não discrimina vídeos pedagógicos, sem fins comerciais, impossibilita a defesa do vídeo, tornando-o indisponível para assistir ao vídeo em dispositivos como celulares, por isso coloquei-o no Vimeo também para que todos possam assistir em qualquer dispositivo) e os dois poemas da mais-que-fodástica atriz-poetaluna Vânia Camacho.
Precisamos dizer que amamos, amigos leitores, e, juntamente com o Luz, Câmera...Alcino!, precisamos manter as canções de Cazuza vivas!

O curta-metragem do Luz, Câmera...Alcino!, inspirado na canção de Cazuza, Dé e Bebel Gilberto e nos poemas de Vânia Camacho: “É que eu preciso dizer que te amo...”



A letra da canção inspiradora:
Preciso Dizer Que Eu Te Amo
(Cazuza, Dé e Bebel Gilberto)

Quando a gente conversa
Contando casos, besteiras
Tanta coisa em comum
Deixando escapar segredos
E eu não sei que hora dizer
Me dá um medo, que medo

É que eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
É, eu preciso dizer que eu te amo tanto

E até o tempo passa arrastado
Só pra eu ficar do teu lado
Você me chora dores de outro amor
Se abre e acaba comigo
E nessa novela eu não quero
Ser teu amigo

É que eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
É, eu preciso dizer que eu te amo tanto

Eu já nem sei se eu tô misturando
Eu perco o sono
Lembrando em cada riso teu
Qualquer bandeira
Fechando e abrindo a geladeira
A noite inteira

Eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
Eu preciso dizer que eu te amo tanto

Os 2 poemas inspiradores escritos por Vânia Ribeiro Camacho:

Eu disse que não iria mais me apaixonar

Eu disse que não iria mais me apaixonar
Mas bastou um beijo pra minha vida mudar
E mesmo sabendo que pra você nada significou
O meu coração se apaixonou.

Eu quis muito evitar
Você não parecia o tipo que sabe amar
Mas ainda não aprendi a controlar
Mesmo sabendo que no final irei chorar.

Não sei o que deu em mim
Há tempos não me sentia assim
A vontade de te ver só aumentava
Mesmo sabendo que você não se importava.

Tive vontade de te procurar
Só que foi maior o medo do que achar
Não tinha ideia do que fazer
Resolvi deixar rolar
E continuo apaixonada por você.
Vânia Ribeiro Camacho

Você diz que só quer amizade

Você diz que só quer amizade
Mas eu não ligo
Já não te vejo como amigo

Seus amigos dizem que você gosta de outra
Mas meu coração não consegue entender
Está difícil viver sem te ter

Eu digo que já não dá pra esquecer
Você sempre mexeu comigo...
Na real, 
Você é muito mais que um amigo!
Vânia Ribeiro Camacho

Um comentário: