segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Solidões Compartilhadas de fim de mês tenebroso: O fim de agosto no olhar lírico de Genaldo Lial

O mês de agosto não foi fácil, amigos leitores! Por isso, que nada melhor que, nesses minutos finais do fatídico mês, retomar o blog e encerrar o mês com um fodástico poema novo do poetatletamigo Genaldo Lial da Silva, inspirado no tema “fim de agosto”.
Segundo o autor, o poema surgiu a partir da declaração amarga do professor-amigo Fernando de Souza Pires, nosso colega de trabalho, que refletia que até o chocolate andava sem gosto em agosto.
Boa leitura e Arte Sempre, amigos leitores!

FIM DE AGOSTO

Que dia triste de lamúria
Até o chocolate está sem gosto
Mas, neste momento de penúria
Alivia-me um pouco do desgosto
De não ver mais o teu lindo rosto
Vejo, apenas, um céu cinzento e fosco
Confesso que eu fui um homem tosco
Pois, por mim, nada te foi imposto
Aceitei o que por ti foi proposto
E deixei você partir no fim de agosto
E depois de tudo isto exposto
Aqui, então, eu fiquei
Como um triste e humilhado rei
Que do seu trono foi deposto.
 Genaldo Lial da Silva, 26/08/2015


2 comentários:

  1. E que setembro faça o chocolate mais doce! :)

    ResponderExcluir
  2. Chocolates mais doves e poemas tão lindos quanto esse.

    ResponderExcluir