sábado, 4 de julho de 2015

Solidões Compartilhadas: As lutas da vida e os dias frios no olhar lírico de Rosangela Carvalho

Hoje trago ao blog também dois mais-que-fodásticos poemas curtos da artistamiga voltarredondense Rosangela Carvalho – o primeiro é uma quadra (é, poetamigo Genaldo, eis aí outra maravilhosa autora de quadras rs) sem título super-indicado para ler nesses tempos de rigoroso inverno; o segundo é uma reflexão lírica sobre as lutas nossas de cada dia, pensamento poético válido para todo guerreiro da vida.
Em tempo: os dois poemas serão lidos hoje, sábado, dia 04/07, a partir das 19h, no Sarau Solidões Coletivas de volta à Comuna da Quinta das Bicas (quintal da casa do Gilson Gabriel), Rua Edson Giesta, 50, casa 2 (Perto do o Mercadinho Francisquinha), Biquinha, Valença/RJ, com o tema “SARAU SOLIDÕES COLETIVAS ES LOCO POR TI, AMÉRICA! - SOMOS TODOS NERUDA, VALLEJO, BORGES, CORTÁZAR, MÁRQUEZ, GUILLÉN E GALEANOS, em TRIBUTO LÍRICO AOS FODÁSTICOS ESCRITORES HISPANO-AMERICANOS.
Além disso, Rosangela Carvalho, assim como eu, concorremos juntamente com outros 7 fodásticos poetas às 3 vagas na finalíssima do Prêmio Olho Vivo 2015 – Categoria Poeta (no ano passado tanto ela quanto eu nos classificamos e realizamos um breve sarau no evento – o vídeo pode ser encontrado em postagens anteriores aqui no blog), organizado pelo fabuloso jornalista Cláudio Alcântara e sua talentosa equipe. Tanto Rosangela Carvalho quanto eu contamos com o voto de vocês para classificarmos pelo segundo ano consecutivo no Prêmio Olho Vivo (o link para votação pode ser acessado dando um clique na foto “Prêmio Olho Vivo” na lateral direita do blog).
Pensemos liricamente nas lutas da vida e respiremos a beleza poética de um dia frio com a fodástica poetamiga Rosangela Carvalho!


Um dia frio...vento gelado..
Tempo parado, estagnado...
Vida em suspenso numa estação,
esperando o apito do coração...



*******************************

Pensando aqui nas lutas da vida...
São tantas e tão variadas...
Algumas a gente vence,
outras não...
Mas todas aquelas,
que a gente luta com o coração,
mesmo "aparentemente" perdendo,
nunca serão em vão...


Nenhum comentário:

Postar um comentário