terça-feira, 10 de março de 2015

Vale a pena ler de novo: O caminho novo de Jéssica Ribeiro dos Reis

Não, realmente algumas datas jamais deveríamos ignorar e dia 10 de março é uma delas. Se o dia 08 de março é o Dia Internacional da Mulher, o dia 10 de março merece também destaque, pois marca o dia em que nasceu a atriz-poetamiga Jéssica Ribeiro dos Reis, uma das mais brilhantes poetalunas que eu tive o privilégio de conhecer nas minhas primeiras turmas da Escola Municipal Alcino Francisco da Silva, na região rural de Teresópolis/RJ.
Posto novamente no blog (esse mesmo poema está também na postagem “Alunos-poetas que brilham cada vez mais: Os vencedores do XXIII Concurso de Poesias da ALAP”, de 11 de dezembro de 2012) o mais-que-fodástico poema “Caminho novo”, de Jéssica Ribeiro dos Reis. Com este poema, Jéssica brilhou e amadureceu sua poética, jogando versos de esperança no rigoroso destino e brincando com a face fingidora de jovem e competente artista (o poema foi tão brilhante que conquistou uma Menção Especial no do XXIII Concurso de Poesias da ALAP, no Rio de Janeiro/RJ, em 2012).
Vale a pena ler e reler os poemas dessa talentosa artistamiga, amigos leitores! Abençoemos o dia 10 de março, amigos leitores, pois foi nessa dia que a genialíssima Jéssica Ribeiro dos Reis nasceu!

Caminho novo

O que posso dizer
Se apenas o destino
Só sabe cobrar enquanto tentamos viver?

Sabe, você não me conhece,
Nem sabe o que passo:
Não é sofrimento, só espero um novo amanhecer.

A vida cobra muito da gente,
Mas não importa a dor que passo hoje;
Vencerei e isso será importante.

Às vezes o destino joga sobre mim
Uma grande tristeza na qual me perco,
Mas eu paro, penso e enxergo um caminho novo.

Sabe, quero ser feliz
E um dia mostrar para todos
Que não estava triste;
Apenas fazia de novo o meu papel de poeta e atriz...
Jéssica Ribeiro dos Reis (Menção Especial – Categoria Juvenil)


Nenhum comentário:

Postar um comentário