sábado, 7 de fevereiro de 2015

Celebração lírica na Final do Prêmio Olho Vivo 2014: A Poesia de Rosangela Carvalho, Carlos Brunno e Pedro Henrique Mezzabarba

Teatro Gacemss, Volta Redonda/RJ, 06/02/2015 - A Final do Prêmio Olho Vivo 2014, organizada pelo jornalista e incansável ativista cultural Cláudio Alcântara, foi uma festa fodástica e grandiosa! 
Nesta postagem, trago o vídeo com as apresentações da também poeta finalista Rosangela Carvalho e eu (yeah, não ganhamos o troféu - merecidamente conquistado pelo poeta-mestre Josemir Tadeu Souza -, mas tivemos a oportunidade mais-que-fodástica de declamarmos nossos poemas). Outra grata e lírica surpresa do evento foi a declamação do modelo campeão do Prêmio Olho Vivo de sua categoria, Pedro Henrique Mezzabarba (no vídeo, ficou apenas o fragmento final do poema que o fodástico Pedro declamou, pois todos foram pegos de surpresa, inclusive minha namorada, que filmava, através do seu celular, as apresentações poéticas).
Além do vídeo deste momento lírico e inesquecível da Final do Prêmio Olho Vivo 2014 (quem quiser conhecer melhor o fodástico jornal e a festa do Prêmio Olho Vivo, segue o link: http://www.olhovivoca.com.br/ ), posto também o fodástico poema de Rosangela Carvalho, “Mentiras sinceras me interessam” (como o título informa, uma lírica homenagem ao verso da canção “Maior abandonado”, do eterno poeta-músico-compositor Cazuza), juntamente com outro vídeo, no qual ela declama o poema citado. O poema que declamei, “O pianista”, premiado com menção honrosa no Concurso de Poesias da ALAP, pode ser encontrado em postagens anteriores aqui no blog.
Yeah, amigos leitores, que a poesia sempre tenha um espaço especial em todo evento cultural! Vida Longa ao Prêmio Olho Vivo!


Mentiras sinceras me interessam

Ando cansada de tantas verdades
Nuas... Cruas...
Ando sentindo falta de mentiras sinceras,
Aquelas que com cuidado tocam nossos corações.
Que com zelo,
Desvelo,
Nos dizem o que queremos ouvir,
Não o que pode nos destruir.

Mentiras sinceras me interessam...
Ando cansada de tanta realidade
Estampada na cara da verdade,
Sinto falta da ilusão,
Dos sonhos
Que alimentam nossas almas,
Que nos levam... através dos tempos...

Mentiras sinceras me interessam...
Quero mais sorrisos,
Mais conto de fadas.
Quero acreditar que tudo é possível.
Não desacreditar de ninguém.
De nada.
Quero o sonho do amor verdadeiro
Sem barreiras...
Limites impostos pelas verdades absolutas.

Mentiras sinceras me interessam...
Quero viver confiando,
Viver desarmada.
Desprotegidas de couraças
Que me distanciem das pessoas,
Que me afastem de mim mesma...
Quero ir ao encontro do amor
Como quem se joga do alto de uma montanha
Acreditando que tem asas para voar...

É... mentiras sinceras me interessam,
Me interessam....
Rosangela Carvalho (link com outros poemas da autora: https://www.facebook.com/RCVersosdaAlma?fref=ts )






Nenhum comentário:

Postar um comentário