quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

A culpa é da poesia (que não me deixa te esquecer)

No clipoema que posto hoje no blog, o Luz, Câmera... Alcino!, grupo teatral da E.M. Alcino Francisco da Silva, da área rural de Teresópolis/RJ, apresenta poemas e cenas inspirados na temática amor e morte, de filmes como "Moulin Rouge", "A culpa é das estrelas" e "Inquietos". Os fragmentos dos poemas declamados foram escritos durante a Aula Interdisciplinar do 3.º bimestre, idealizada pelo Prof. Daniel Coelho, com a temática 'A influência de algumas doenças fatais (o câncer, atualmente, e, no século XIX, a tuberculose) nas relações sociais e na literatura (em Português, trabalhei com os alunos fragmentos do livro "A culpa é das estrelas" e lhes apresentei o Ultrarromantismo de poetas como Álvares de Azevedo).
Usamos para construção do roteiro coletivo os poemas: "Agonia", da poeta Thayslane de Freitas (ex-aluna da escola), "Não quero que você vá embora", da poetaluna Lorrane Rosa, "Quando você partir", da poetaluna Giselle Ribeiro Gonçalves, e "Sofrimento que não acaba", da poetaluna Samanta do Valle Pimentel. Com direção geral minha, o vídeo também marcou a estreia das artistalunas Geovania Maria, Emily Souza e Mayane Tavares na direção artística, que, além disso, representaram a mulher de cada par apresentado no curta-metragem. 
Outras estreantes foram as artistalunas do 2.º Ano, Luana Rodrigues da Silva, Taiane da Silva Carvalho e Vitória Gabrielle Rodrigues, gentilmente cedidas pela Professora Priscila e pela orientadora pedagógica do 1.º segmento Vanessa Sátiro.
Além das artistalunas citadas, também participaram do vídeo os artistalunos João Paulo de Oliveira, Stallone Oliveira e Crigor Matheus Abreu Melo (outro talentoso artistaluno estreante no Luz, Câmera...Alcino!). Os poemas foram declamados por Mayane de Sousa Tavares e Brendha Fernandes.
Abaixo, além do curta-metragem, posto os 3 poemas citados no vídeo. Mais uma vez, boa leitura dos poemas e imagens e Arte Sempre, amigos leitores!

Agonia

Mergulhada nos pensamentos ocultos
de recordações esplêndidas
das loucuras sensatas e dos momentos absurdos.

Palavras, talvez sem sentido,
palavras, belas, calmas,
colocaram absoluta paz em várias almas
inclusive na minha.

Volto ao meu eixo,
mas, olha só, sozinha,
vejo sombras da solidão,
ao invés de lembranças do coração.

Sons, letras, palavras, segredos,
mesma dor, decepção, mesmos medos,
a saudade do quase perfeito
é uma faca pontiaguda no peito
de alguém que nunca te abandonará,
te respeitará de qualquer jeito...
Thayslane de Freitas



Não quero que você vá embora

Não quero que você vá embora,
Seu amor em mim me completa,
Não vou mais chorar,
Não quero me lembrar do seu último adeus.

Não quero que você me deixe...
Eu te amo!
Não consigo te esquecer,
Porque meu amor por você
É muito grande.

Volta pra mim,
Vou ficar sempre te esperando,
Sonho que, mesmo longe, você está me abraçando...
Lorrane Rosa



Quando você partir

Mesmo quando você partir,
eu vou estar aqui,
esperando o dia
que finalmente a gente vai se reencontrar.

Não fique triste em me deixar,
pois a culpa não é sua.
Só pense em uma coisa:
aproveitar o tempo que nos resta.

Eu te amo sem dúvida,
não precisa se preocupar,
porque nosso amor nunca morrerá,
mesmo quando você partir.

Quando você partir,
não vou ficar arrasada,
porque só vou conseguir lembrar
dos nossos momentos felizes.

Por isso vamos aproveitar
cada minuto que nos resta
e vamos escrever a história mais linda
na qual todo mundo vai se emocionar!
Giselle Ribeiro Gonçalves



Sofrimento que não acaba

Em um sofrimento que não acaba,
vejo você partindo...
Com um aperto no coração,
vejo você nesse caixão...

Não! Não se vá, não me deixe aqui!
Meu coração parece não bater,
Ai, como eu também queria morrer com você.

Ainda sinto a dor da partida...
Sinto como se você ainda estivesse aqui
ao meu lado, sorrindo como sempre.

Mas sei que essa lembrança ficará
somente em minha memória,
mantendo você vivo, sem que eu o esqueça.

Samanta do Valle Pimentel

Clipoema do Luz, Câmera...Alcino!:
A Culpa é da Poesia 
(que não me deixa te esquecer)


Nenhum comentário:

Postar um comentário