domingo, 21 de setembro de 2014

Tour Lírica em dose dupla do Sarau Solidões Coletivas: Com os amores de Makim Mangine e com o Queen da diva Carina Sandré


 Ontem, apesar de, devido a outros compromissos, eu lamentar muito não ter participado do fodástico Evento Identidade Cultural e Movimento Culturista de setembro, da mais-que-fodástica artistamiga Janaína da Cunha, (mas tenho certeza que mais uma vez foi maravilhoso), ontem, dia 20, foi um dia mais que especial, pois tive a oportunidade de participar de dois eventos fodásticos: em Barra Mansa/RJ, a convite de Jean Carlos Gomes, acompanhados de grandes artistamigos como Vera Regina Marins e Abrahão Lincoln Graciosa Machado, Raquel Leal, Juliana Guida Maia e eu estivemos no Sarau Especial do Grebal em homenagem ao lançamento do livro "Meus amores", de Makim Mangine, talentoso escritor de São João da Boa Vista/SP e atualmente residindo em Campinas/SP; e, em Volta Redonda, tive a oportunidade única de participar do show em Tributo ao Queen 2, da eterna diva das divas Carina Sandré e sua fodástica banda. Foi um dia daqueles que ficarão eternamente marcados na minha memória. Yeah, amigos leitores, a Arte segue sempre em frente e, a cada avanço, o caminho lírico vai ficando mais lindo!



Fim de tarde de 20 de setembro de 2014 em Barra Mansa/RJ, Sede do Grebal - A convite do artistamigo, jornalista e ativista cultural Jean Gomes, Juliana Guida Maia, Raquel Leal e eu (os três representando o Sarau Solidões Coletivas) tivemos a oportunidade de participar do fodástico Sarau Especial do Grêmio Barramansense de Letras, onde tivemos a oportunidade de conhecermos o talentoso escritor e modelo Makim Mangine, que lançou, nesta data, o seu livro "Meus amores". Além desses destaques, o vídeo também traz as apresentações do músico Abrahão Lincoln Graciosa, as declamações de Vera Regina Marins e de vários outros fodásticos artistas que fazem parte do Grêmio Barramansense de Letras. Um fim de tarde chuvoso e iluminado na sede do Grebal!



Noite de 20 de setembro de 2014 em Volta Redonda/RJ, no Teatro Gacemss II - A convite da artistamiga Carina Sandré, eterna incentivadora da ampliação de meus horizontes poéticos, eu, representando o Sarau Solidões Coletivas, declamei o poema "Como a chama sobrevive se não ferve", em homenagem a Freddie Mercury e contra a homofobia. Logo após, Carina Sandré e sua banda interpretaram fodasticamente a canção “Who wants to live forever", do Queen. O show de Carina Sandré em tributo ao Queen foi um daqueles momentos super-marcantes dos quais jamais esquecerei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário