segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Poemas Premiados sobre Trabalho: A mão que balança o berço e as crianças perdidas na Terra do Nunca

No dia 21 de agosto, passando pelo blog de Concursos Literários, meio que lamentando não ter participado de um concurso literário cuja inscrição havia vencido naquele mesmo dia (com a edição dos vídeos do Luz, Câmera...Alcino! deixei a carreira literária um tempo de lado), esbarrei com o resultado do Concurso “Histórias de Trabalho”, organizado pela Secretaria Municipal da Cultura (SMC) de Porto Alegre. e... Yeah! Adivinha quem classificou na categoria Poesia? Hehe
Meu poema "A Mão que Balança o Berço e as Crianças Perdidas na Terra do Nunca", uma homenagem ao trabalho que minha mãe, Vanda Silva Barbosa, tem como babá, foi classificado e será incluído na edição 2014 da coletânea Histórias de Trabalho, com lançamento previsto para a Feira do Livro de Porto Alegre deste ano.

Como não ganharei bastantes exemplares para presentear a todos os amigos, hoje posto aos amigos leitores o inédito e premiado poema classificado. Espero que gostem! Inté breve e Arte Sempre!


A mão que balança o berço e as crianças perdidas na Terra do Nunca

Mamãe às vezes trabalhava de babá
pra melhorar a renda da família.


De tempos em tempos, o final repetido:
os pais da criança crescida a demitiam.

Aviso prévio pra toda vida:
na cama, desempregada,
mamãe embalava
todas as crianças perdidas.

Mamãe interpretando a visão do eu lírico que inventei,
baseado na visão de outro eu lírico real,
que não criei

Um comentário: