sexta-feira, 11 de julho de 2014

Solidões Rockeiras Compartilhadas: Xande McLeite incendiando com o Motoqueiro Fantasma

Pra incendiar essa sexta-feira, às vésperas do Dia do Rock, trago, a mais que perfeita letra de música “Motoqueiro Fantasma”, de Xande McLeite & Rockfriends, de São Gonçalo/RJ.
Claramente inspirada no controverso herói das histórias em quadrinhos, o Motoqueiro Fantasma, aquele que fez um pacto com o demônio para salvar a vida do amigo (em vão... o demônio trapaceia: cura o câncer do amigo, mas este, que não sabia do fato, morre, quase em seguida, num acidente fatal), a canção, do álbum “Sou do Rock”, de Xande McLeite, traz uma sonoridade rock revigorante e um refrão fodástico. A letra descreve a angústia do personagem Johnny Blaze, transformado no Motoqueiro Fantasma, e reconta a origem do super-herói. “Quando fiz a letra busquei exatamente esse sentimento, pois é o reflexo que ficou num cara que já era fã Motoqueiro Fantasma desde os tempos dos quadrinhos. E quando soube que iam fazer o filme resolvi fazer a minha homenagem ao meu herói.”, revela Xande McLeite.
Adoro todas as faixas do CD "Sou do Rock", mas essa canção é a que eu mais amo do Xande McLeite & Rockfriends, pelo seu diálogo com as histórias em quadrinhos (relembrando clássicas bandas de rock que também faziam essa intertextualidade, como Queen com “Flash Gordon”, etc) e o refrão fodástico (ai, ai, tô me repetindo rs, sou pentelho demais quando curto muito uma canção)! Já elogiei tanto a canção pro compositor que, numa vez em que nos apresentamos no mesmo evento do Identidade Cultural & Movimento Culturista, organizado pela mais que fodástica artistamiga Janaína da Cunha, o Xande McLeite resolveu fazer uma versão acústica da canção em minha homenagem.
Em tempo: Xande McLeite, acompanhado do instrumentista "garoto prodígio" Guilherme José, estará na primeira edição do Sarau Feira Moderna, organizado pelo Feira Moderna Zine! O evento acontecerá hoje, às 20h, no Metallica PUB, em São Gonçalo/RJ! A entrada é franca
Acompanhemos as aventuras do Motoqueiro Fantasma na fodástica letra de música de Xande McLeite, amigos leitores!

Motoqueiro Fantasma (Xande McLeite)

Todo dia quando o sol se pôe
Começa a minha maldição
Andar pela noite e fazer justiça
Com a corrente em minhas mãos

Durante o dia sou Johnny Blaze, o dublê
Nas duas rodas sou o astro
A noite sou uma entidade justiceira
Sob a pele de Zarathos

Às vezes sou feliz ou não!!
Às vezes sou feliz ou não!!
Às vezes sou feliz ou......

Com minha moto envenenada
E minha cabeça flamejante
Todas as noites eu sou um errante
Minha pista é uma longa estrada
Que vai onde você vê
Porque o resto não vale mais nada
E pra você...

Buscando a salvação para um grande amigo
Me perdi num pacto com Mephisto
Mesmo salvo pelo amor da minha amada
Ele levou a metade da minha alma

Um novo dia mais um espetáculo
Vou fingindo que tudo é normal
Hoje eu tenho um novo salto
Com certeza vai ser muito legal

Às vezes sou feliz ou não!!
Às vezes sou feliz ou não!!
Às vezes sou feliz ou...




Nenhum comentário:

Postar um comentário