terça-feira, 29 de julho de 2014

Solidões Preguiçosas Compartilhadas: A declaração de amor incondicional de Renata Santos para sua cama

Tempinho frio dá aquela preguicinha boa... O melhor momento pra lançar uma nova poeta no blog, alguém que conseguiu descrever do forma lírica e fascinante a apaixonante obsessão pelo sono: fã do ultrarromântico Álvares de Azevedo, hoje estreia no blog a poetamiga paulista, atualmente residindo em Barra do Piraí/RJ, Renata Santos, com sua declaração de amor incondicional ao templo do sono.
Vale a pena ler e reler. Com bom humor, Renata parodia as declarações líricas de amor tradicionais, subvertendo-as e usando-as para a criação de uma ode a um objeto personificados, amado e idolatrado por todos os bons preguiçosos nesses períodos de frio e cansaço: a cama.
Deitemos com paixão na cama lírica de Renata Santos, amigos leitores!

Declaração de Amor

Quando acordo, demoro a aceitar que tenho que te deixar.
Tu que me aqueces e me envolves todas as noites.
Como ficar o dia inteiro longe de ti?
Sinto tanto a tua falta...
Te juro, penso em ti o dia inteiro e posso dizer que te amo.
Sim, eu te amo,
minha cama perfeita.



Nenhum comentário:

Postar um comentário