quinta-feira, 10 de julho de 2014

Cem Poemetos de Solidão: Poemeto LXXVI

LXXVI

O problema de viver cem anos de solidão é sobreviver ao último dia de tão extensa fantasia. Como explicar à solidão, companheira de toda minha vida, que chegou o dia da nossa despedida?


Nenhum comentário:

Postar um comentário