domingo, 13 de julho de 2014

A Copa do Mundo no Brasil é uma piada 5 (Momentos Finais): A zoeira comemora o título dos gringos!

Yeah, acabou a Copa do Mundo, amigos leitores, o mito de “Brasil, País do Futebol” tombou num quarto lugar muito sem vergonha, mas a zoeira, ah, essa não cai, essa não para nunca!






12 de julho
Disputa de 3.º Lugar: Holanda 3 x 0 Brasil

Descobriram por que o técnico holandês Van Gaal não guardou uma substituição para colocar o goleiro expert em catar pênaltis Krul.
Segundo um fofoqueiro de plantão que invadira o vestiário dos holandeses no intervalo do segundo tempo, Van Gaal jogou uma moeda e disse:
- Olha só, se der cara, a gente passa nos pênaltis, encara a praga da Alemanha, apanha em mais uma final de Copa e comemora mais um vice-campeonato. Se der coroa, a gente perde de uma vez e ainda tem a chance de reencontrar o caminho dos gols contra a fraca defesa do Brasil.
Momentos de tensão, Van Gaal joga a moeda, vê o resultado e informa aos outros:
- Deu coroa! Bem, Krul, você está fora desse jogo!
Os jogadores vão pro jogo, mas os ex-jogadores Patrick Kluivert e Danny Blind, da Comissão Técnica, cochicham com o treinador:
- Mas, Van Gaal, nós vimos que deu cara!
- Deixa quieto! Os argentinos que se virem na final!

Sacanagem a arbitragem prejudicar a Seleção Brasileira dando 2 gols irregulares pra Holanda no 1.º tempo. Desde pequeno, aprendi que não se bate em bêbado que já está caído...

Van Gaal para o restante da Comissão Técnica da Seleção da Holanda:
- Não disse que era melhor jogar pelo terceiro lugar? A gente pipoca muito menos quando não buscamos o 1.º lugar!


Primeiro a Seleção Brasileira apanha do Flamengo da Alemanha, agora toma gol do Cruzeiro da Holanda. Se tivéssemos mais uns 18 jogos, apanhávamos de todas as principais seleções do mundo, cada uma homenageando um time do Brasileirão.

Apesar da derrota por 3 a 0, Fred se emociona positivamente: o seu reserva Jô e o holandês Van Persie (conhecido pelos companheiros pelo apelido 'de Van Freddie) homenagearam o atacante brasileiro, demonstrando a mesma incapacidade de ser ofensivo em campo.

Júlio César agradece a Sneijder
por não ter jogado...
Como a situação ficou feia pro futebol brasileiro: o técnico brasileiro fez várias alterações no time pra não tomar goleada, enquanto o técnico holandês coloca o time em campo sem nosso carrasco Sneijder pra não humilhar nossa debilitada seleção.

Ficou evidente que devíamos ter investido mais na educação que nos esportes. Veja nossos jogadores: o técnico colocou o Hernanes e pediu que ele tornasse o time mais ofensivo. O que ele fez? Duas faltas seguidas em 2 jogadas - só faltou mandar um joinha pro técnico Scolari por considerar ter interpretado corretamente a mensagem. Mensagem incompreendida por Hernanes, chegou a vez do Hulk - vai lá e torna essa p... de jogo mais ofensivo! O que ele fez? Saiu xingando todos os jogadores holandeses. Diagnóstico: Nossos jogadores precisam estudar mais semântica, semiótica e linguística.

Toda vez que escuto um jogador dessa Seleção Brasileira de Futebol Fuleco dizer que o vexame dessa Copa do Mundo pode ser esquecido nas próximas Copas temo ver nosso time perder por 8, 9, 10 e assim sucessivamente. Ou pior: nem classificar para a próxima Copa...

Fred falou que a situação da Seleção Brasileira chegou num ponto tão desconfortante que "faria até o Pelé ser vaiado" se ele jogasse hoje em dia.
Prezado Fred (mais conhecido pelo sobrenome Cone), não seja ingênuo: se fosse hoje em dia, o Pelé seria um craque nascido na Alemanha, na Argentina, na Holanda, em Piracicaba, mas nunca um convocado dessa Seleção Brasileira...

Última polêmica da Copa do Mundo no Brasil: O técnico holandês Van Gaal reclamou que as medalhas de terceiro lugar são de má qualidade e foram super-faturadas. Como o jogo foi em Brasília, toda a Câmara de Deputados e o Senado são suspeitos. O caso já foi apurado e omitido (ou seja, não resolvido) pelo STJD: levaram os holandeses pra comer pizza de chocolate à brasileira, enquanto assistiam à final da Alemanha e Argentina.

13 de julho
Final: Alemanha 1 x 0 Argentina (na prorrogação)

Preparativos da Final da Copa do Mundo:
Com medo de confundir a Seleção da Argentina com o Santo André e tomar sacode, Alemanha desiste de usar o novo uniforme rubro-negro e dá preferência ao tradicional traje branco.

Estava tudo equilibrado na grande final da Copa do Mundo entre Argentina e Alemanha até os argentinos resolverem contribuir com as jogadas de futebol UFC no estilo sul-americano. Um soco de Agüero em Schweinsteiger, uma puxada de camisa de Palacio e gol do alemão Gotze! Alemanha, campeã da Copa do Mundo de Futebol e Argentina, última seleção nocauteada do sul-americano futebol UFC.

Juntamente com os jogadores argentinos, vários professores municipais do Rio de Janeiro também ficaram cabisbaixos. O prefeito Eduardo Paes tinha prometido se matar se a Argentina ganhasse o título no Maracanã. Embora todos soubessem que essa era mais uma promessa que esse famigerado político não iria cumprir, os cariocas esperavam pelo menos ver o prefeito passando por uma situação constrangedora.

Sou vascaíno, sofro com a zoeira flamenguista, mas não dá pra perder essa piada: antes da final, o técnico argentino Alejandro Sabella foi presenteado pelo Vasco com uma camisa do clube. Ai, ai, vice de novo!.

Deram o título de melhor jogador do Mundial pro argentino Messi, apagado na final e na semifinal, só pros jogdores da Seleção Brasileira não se sentirem mais humilhados ainda. Viva a lei de compensação psicológica brasileira!

Por que estás triste, amigo brasileiro? Fizemos a Copa do Mundo pra estrangeiro ver. Recorde de audiência: eles viram e ainda comemoraram o título. O que querias, amigo brasileiro: uma festa para estrangeiros que não fosse comemorada por estrangeiros?


Nenhum comentário:

Postar um comentário