quarta-feira, 9 de julho de 2014

A Copa do Mundo no Brasil é uma piada 4 (Semifinais): A zoeira dá goleada!

Se você pensou, amigo leitor, que, à medida que as fases passassem e diminuíssem os números de jogos, a zoeira sobre a Copa do Mundo no Brasil diminuiria, levou uma goleada de enganos. Nossa Seleção Brasileira deu a maior força para as piadas alheias levando uma goleada de 7 a 1 da Alemanha e o goleiro esquentadinho holandês Cillessen pagou pelo “piti” que deu no último jogo, quando foi substituído nas cobranças de pênaltis, e viu a Argentina converter todas as penalidades cobradas contra ele e comemorar a classificação pra finalíssima dessa Copa.
Yeah, amigos leitores, a derrota é triste, mas a zoeira não tem limites!

A Seleção da Alemanha vestiu o uniforme do Flamengo contra a Seleção Brasileira para ser favorecido pelo árbitro. Não precisou, pois o Brasil veio com a camisa do Íbis e, em homenagem ao pior time brasileiro, tomou sacode.

Os erros da defesa brasileira contra os alemães no primeiro tempo têm uma razão evidente: o técnico brasileiro Felipe Scolari convocou para zagueiro o Dante, que, todo mundo sabe, só é bom jogando vôlei.

Contra a Alemanha de camisa rubro-negra, Felipe Scolari relembra os áureos tempos do Palmeiras: buscar incansavelmente a pior colocação e tomar sacode do Flamengo.

Minha amiga flamenguista, equivocada com a camisa rubro-negra dos alemães, comemora, enquanto outros brasileiros choram:
- Vai, Meu Mengão! Nossa! Faz tempo que não vejo meu time do coração jogar assim! Haja coração!

O comentarista vascaíno Edmundo, eterno carrasco do Flamengo, chora:
- Eu nunca vi essa urubuzada jogar tão fácil. Não dá pra segurar as lágrimas; perder tudo bem, mas ser humilhado pelo Flamengo é demais!

O advogado do Fluminense assiste ao jogo impassível e tranqüiliza a torcida:
- Calma, Brasil. Independente do resultado, nossa seleção está classificada, afinal, todos os jogadores do Flamengo Alemão são irregulares e já entrei com o processo no STJD. A irregularidade é óbvia: nunca vi jogador rubro-negro bom de bola!


Nessa Seleção Brasileira, nem Neymar, nem Thiago Silva, ninguém realmente faz falta. Além de não fazer falta, nessa Seleção Brasileira, ninguém também faz gol, ninguém faz contra-ataque, ninguém faz jogada. Em resumo: nessa Seleção Brasileira, ninguém faz. E os outros – no caso, Alemanha – fazem e comemoram.

Neymar, nesse momento, deve estar em sua maca, pensando:
- Até que uma fraturinha não dói tanto. Doeria mais estar em campo.

Revelado: o erro do técnico brasileiro Felipe Scolari foi pedir aos jogadores que eles fizessem História. Incapazes de se imaginarem vencedores contra a toda poderosa Alemanha, os jogadores entenderam que era para levar uma goleada vergonhosa.

Depois do comercial das crianças dizendo que “nunca viram uma Seleção Brasileira ganhar um título”, meu amigo planeja fazer um anúncio pras empresas da terceira idade. O slogan: “Tenho 120 anos e nunca vi uma Seleção Brasileira tão horrorosa!”

Denúncia: Suspeitam que toda a Seleção Brasileira foi patrocinada por famosas empresas de chocolate!
Diante dessa polêmica, um colega sacana comenta:
- Tomara que seja verdade! Se não é, nossos jogadores fizeram comercial de graça...

Meu amigo Pancrácio, que nunca bateu bem da cabeça, me liga desesperado:
- Me ajuda, cara! Eu estava lá no estádio e aí, durante o intervalo, falei que a Seleção Brasileira ia virar o jogo. Um médico alemão, que entende português, me ouviu e, agora, eu tô amarrado com uma camisa de força, num hospício aqui de Minas. Cada vez que um médico passa na sala onde estou internado e se informa do acontecido, a medicação vai ficando ainda mais pesada. Me ajuda, cara, me informa aí que aqui estou sem TV: o Brasil virou o jogo?

Em 7 momentos diferentes os comentaristas da emissora Band falaram que a Seleção Brasileira “tem futuro e tem potencial”. Fim de jogo: Alemanha 7 x Brasil 1

Torcedores palmeirenses erguem o cartaz para o técnico brasileiro Felipe Scolari:
"Eu já sabia!"

Após a derrota do Brasil para a Alemanha, meu amigo vascaíno lamenta:
- Nem na Copa do Mundo, essa urubuzada rubro-negra me deixa em paz. M... de Flamengo chucrutes!

O Brasil lamenta e as Casas Bahia, que prometeram não cobrar caso nossa Seleção ganhasse, comemoram:
- Fim da Promoção! Pode pagar a TV de 1000 polegadas, cambada! O Brasil já era!

Após a eliminação nos pênaltis para a Argentina, o técnico Van Gaal conversa didaticamente com o goleiro Cillessen:
- Eu não te falei, garoto, que o seu coleguinha Krul era melhor que você na defesa de pênaltis? Mas você é um menino teimoso, né, deu no que deu. Agora dá a bença pro titio aqui, faz as pazes com seu coleguinha Krul e dá uma passadinha ali na torcida: tem um monte de conterrâneo teu doido pra bater um papinho contigo...

A vida do torcedor brasileiro nunca foi tão dura como nessa Copa do Mundo em casa. Num só fim de semana, viveremos 3 dilemas: o risco de tomar uma goleada da Holanda. o desprazer de ver a carrasca Alemanha comemorar em nossa casa ou assistir a um novo Maracanazo, depois do Uruguai em 1950, agora pode ser a Argentina. É, alegria de pobre dura pouco, mas os tormentos, ai, ai, parecem durar a vida inteira!


Ninguém pode negar que nossa Seleção Brasileira é gente boa: cedeu a vaga das finais para alguns de nossos maiores rivais (dividiu até direitinho: uma vaga pra um carrasco europeu e outra pros nossos 'hermanos' sul-americanos) e ainda pode resgatar o futebol desaparecido do nosso carrasco holandês Sneijder. Haja Fair Play, Brasil!

Nenhum comentário:

Postar um comentário