sexta-feira, 6 de junho de 2014

Cem Poemetos de Solidão: Poemeto XLVIII

XLVII

Meu maior fracasso de inventor aconteceu comigo ainda menino diante do professor: criei uma tempestade que encharcara todas as páginas de meus deveres de casa – a falta de veracidade em minha variação climática inventada foi logo desmascarada pelos dias de seca que nos assolava. Recebi de castigo o aprendizado mais antigo: ajoelhado no milho, compreendi que o universo criativo precisa sempre conter o verossímil.

Foto de Otto Stupakoff

Nenhum comentário:

Postar um comentário