sexta-feira, 9 de maio de 2014

Cem Poemetos de Solidão: Poemeto XIX

XIX

Na adolescência, transei com Sherazade. Depois de mil e uma noites, já conhecia cada segredo do corpo daquela beldade. Era senhora vaidosa, por isso eu temia que ela se separasse de mim por causa da diferença de idade. Pra manter minhas noites de sexo com Sherazade, inventei mundos sem medida de tempo, que só transam com a eternidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário