sexta-feira, 2 de maio de 2014

Cem Poemetos de Solidão: Poemeto XII

XII

Judas beijou Jesus no rosto e todos o malham como traidor, temo pela minha vida. É que beijei Deus na boca pra poder dar vida às invenções mais loucas de minha literatura. É traição buscar a salvação da vida pela ficção? Na dúvida, fico trancado em minha angústia em todo Sábado de Aleluia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário