terça-feira, 22 de abril de 2014

Cem Poemetos de Solidão: Poemeto II

II


Um gigante encalhou na praia de meus sonhos. Acordei extasiado e olhei pela janela: a praia deserta, nenhum gigante e eu anão...



Nenhum comentário:

Postar um comentário