sábado, 28 de dezembro de 2013

Física lírica: Haicai da teoria das cordas

A Teoria das Cordas é a mais complexa teoria da Física já desenvolvida e envolve cálculos matemáticos que para a maioria das pessoas são totalmente incompreensíveis. Já passou por várias reformulações e provavelmente passará por novas no futuro. Uma de suas mais famosas premissas é a existência de nada menos que 11 dimensões, contando com as 4 que conhecemos (3 espaciais e 1 temporal). Outra previsão da teoria das cordas é a existência de outros universos, paralelos ao nosso. Nosso universo seria um bolha que existe lado a lado com demais universos, e que esses podem entrar em contato com o nosso, através da gravidade (para entender melhor siga o link: http://misteriosdomundo.com/entendendo-a-teoria-das-cordas#ixzz2oni4SkOv).
Depois de assistir a diversos filmes, como “Efeito Borboleta”, “Sr. Ninguém” – o qual estou devendo fazer uma resenha sobre - , “Donnie Darko”, etc, que, direta ou indiretamente, citam a teoria das cordas e das diversas dimensões de universos possíveis, me propus um desafio: utilizar o haicai, um gênero textual de poesia simples (de origem japonesa, consiste num poema de 3 versos – o primeiro e o terceiro com 5 sílabas poética e o segundo com 7 – que versa quase sempre sobre elementos da natureza, de forma concisa e objetiva), para falar sobre a mais complexa das teorias que os físicos já nos propuseram.
Não sei se fui feliz no resultado, deixo pra vocês, amigos leitores, lerem e qualificarem (caso elogiem, declaro que é uma homenagem a poetamiga Marilda Vivas, que sempre me incentiva a praticar esse formato poético, e a Isabel Cristina Rodegheri, a rainha do haicai).
Desejo aos amigos leitores um 2014 de fodásticas dimensões possíveis!

Haicai da teoria das cordas

As cordas dizem
que o vento pode atirar
a folha aqui e lá.

Um comentário: