sábado, 28 de setembro de 2013

Solidões Compartilhadas: As coisas que o eu lírico de Lauany Rodrigues não falou

Hoje trago mais um fodástico poema da poetaluna Lauany Rodrigues, do 8.º Ano da Escola Municipal Alcino Francisco da Silva, de Teresópolis/RJ. Hoje ela nos traz um poema intimista e melancólico, cheio daquelas coisas que não falamos pro nosso próximo, pra ninguém, um poema à flor da pele, sentimento exposto em nossas solidões interiores.
Pra refletirmos sobre tudo o que o poema de Lauany Rodrigues diz, tudo que não falamos pra ninguém, às vezes nem mesmo pra nós mesmos, amigos leitores!

As coisas que não falei

Nunca te disse que o que sinto por ti não é amor...
Nunca te disse que sou alguém que tem que viver
longe do teu calor...
Afinal quem eu sou?

Nunca te disse que minha vida é solidão...
Nunca fiz nenhuma afirmativa pra ti,
talvez porque não me escutaste...
Ou fui eu que nunca te escutei?

As coisas que não te falei são as que ficarão
na camada de oceano do meu coração,
este meu coração que vive sufocado,
excluído do meu mundinho de solidão...


Um comentário: