quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Sarau Solidões Coletivas na Domingueira Artística da Cantina Água na Boca

No domingo, dia 04 de agosto, fui convidado pelo músico e amigo valenciano José Ricardo Maia para participar de um domingo alternativo na Cantina Água na Boca, em Valença/RJ. Além de um delicioso almoço de muqueca de peixe que foi servido no dia, os artistas de Valença se reuniram para uma festa de música e lirismo. Entre eles, estavam Rafael Campos e o próprio José Ricardo Maia, presenças constantes nos Saraus Solidões Coletivas in Bar, Fred Ielpo, João Maia, Lucas Lago, Vitor Quaresma e muitos outros artistas que transformaram um domingo comum num mágico momento de múltiplas manifestações artísticas.
O vídeo  que posto hoje no blog mostra um aperitivo dessa reunião de músicos e poetas. Foram registrados nesse vídeo a versão de "Será", de legião Urbana, cantada por Rafael Campos e tocada por José Ricardo Maia e uma jam fodástica de outros músicos da região. Acompanhado dessa fodástica jam musical, eu, representando o Sarau Solidões Coletivas, declamei o meu rock poema em homenagem ao tecladista do Deep Purple Jon Lord, o "papo de Bêbado" em tributo ao Dia da Cerveja e o poema da carioca Flávia Vargens, com fundo musical de "Pais e filhos", de Legião Urbana.

O almoço artístico foi tão iluminado que rolou até à noite; mais um dia lírico e fodástico nos recantos de Valença/RJ, a Princesinha da Serra, da Boa Música e dos Saraus!


Nenhum comentário:

Postar um comentário