sexta-feira, 15 de março de 2013

Sarau Solidões Coletivas In Bar 11: Depois das cinzas, a fênix mutante ressuscita (agora in vídeo)


Finalmente, saíram os vídeos do Sarau Solidões Coletivas In Bar de fevereiro! Lamento a demora, amigos leitores; as gravações foram comprometidas por uma série de problemas (a filmadora caiu e perdemos algumas partes do evento; bateria descarregou, etc), mas fica aqui o registro de alguns momentos fodásticos do evento.
Mineiru's Restaurante, Jardim de Cima, centro da cidade de Valença/RJ, dia 16 de fevereiro de 2013 - O Sarau Solidões Coletivas In Bar chegou a sua 11.ª edição, desta vez destacando intensamente o rock nacional e os movimentos contraculturais da década de 1970. Foi um desbunde geral!!!


Neste primeiro vídeo, vemos Carlos Brunno S. Barbosa declamando letras de música de Walter Franco e pensamentos de Torquato Neto; Juliana Guida Maia interpretando poemas de Nicolas Behr; o stand-up comedy crítico de Ronaldo Brechane; o retorno de João Júnior; música instrumental própria de Patrick Stivanin; o "Cordel da privatização dos aeroportos", de um cordelista niteroiense, interpretado por Lucimauro Leite.


Neste segundo vídeo, vemos as estreia do ator Luan Barros, acompanhado pelo músico também estreante Breno, declamando poemas de Leminski e Torquato Neto; Carlos Brunno S. Barbosa declamando poemas próprios, letras de canção de Arnaldo Baptista e um poema anticarnaval de Paulo Ras; a fênix mutante de Raquel Leal; poemas de uma misteriosa Ana Mutante declamados por Rabib Jahara; Cíbila Farani declamando Paulo Leminski e cantando "Menino bonito", de Rita Lee; a estreia da jovem Ágatha Barros; João Júnior cantando "Hey, amigo", da banda O Terço; o poeta Gilson Gabriel e o músico Zé Ricardo em nova parceria; Patricia Correa declamando a "Balada do louco"; fragmento do poema de Karina Silva, declamado com Carlos Brunno (parte do sarau não foi gravado devido a problemas com a máquina filmadora); a estreia do fodástico cantor, músico e compositor Emanuel Coelho.


Neste terceiro vídeo, vemos Chico Lima declamando poema inédito de Paulo Leminsk; João Júnior declamando um novo poema “Ao léu”; Patrícia Correa versando sobre a loucura; a poesia marginal de Wagner Monteiro; mais um fodástico poema de Gilson Gabriel; Cíbila Farani declamando poemas inéditos de Leminsk; o humorista Ronaldinho declamando “Você é o MDC da minha vida”, Raul Seixas; Raquel Leal declamando Leila Nicolis; Rafael Silva Barbosa declamando o poema hendrixiano “Púrpura negro”, de Carlos Brunno S. Barbosa, acompanhado musicalmente de Breno; Wagner Monteiro e Breno rolando “Que país é este”.


Neste quarto vídeo, vemos João Júnior e Zé Ricardo interpretando “Top Top”, dos Mutantes; Carlos Brunno declamando letra de canção de uma banda punk japonesa fictícia (!) do filme “Fish Story”; Cíbila declamando poema de Adélia Prado e cantando, acompanhada pelo violão de Zé Ricardo, a canção “Mamãe Natureza”, de Rita Lee; Gabriel Carvalho mandando um acústico fodástico com canções de Iron Maiden e de Black Cult; Carlos Brunno declamando poema hendrixiano, acompanhado pelo violão de Élson “Broa”; Wagner Monteiro cantando Raul Seixas; mais poemas de loucura com Patrícia; Carlos Brunno declamando poema de Roberto Siqueira Jr., ao som de “Wasting Love”, do Iron Maiden; e o poema “Excomungue-me”, feito a seis mãos na hora do sarau, por Gilson Gabriel, Cíbila Farani e Raquel Leal.     

Um comentário:

  1. Desculpe o incomodo ! Mas venho falar de uma coisa que vai ser boas para ambas as partes , o novo Agregador de conteúdos o http://furacaolinks.com/ excelente para pequenos e médios blogs pois todos os posts são aprovados todos os dias ! Então ta esperando o que ? Cadastre-se e comece a enviar seus links e atraia muitas visitas para o seu blog . Acesse http://furacaolinks.com/ faça o cadastro e adicione o banner e tenha muitas visitas , obrigado admedim@hotmail.com .

    ResponderExcluir