quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Retrospectiva dos momentos inteiros: Fragmentos de mim mesmo

Fim de ano, calores de novos tempos, é comum fazermos uma retrospectiva de nosso ano, uma espécie de balanço de nossas vidas (virou até moda no facebook, relembrarmos com fotos nossos melhores momentos de 2012 - engraçado como até nisso o face é intrometido, afinal é ele que seleciona e determina que melhores momentos foram esses rs). Pois eu resolvi fazer diferente: esboço aqui um poema fragmentado, com a retrospectiva não desse ano, mas de momentos de minha vida inteira, momentos estes espalhados pelos versos como cacos que formam o eu lírico engarrafado por boas e más lembranças.
Juntemos nossos cacos, amigos leitores, pra que nos encontremos inteiros no próximo ano!

E
U

Um bebê chorando numa foto sorri
dente
Vários sonhos acor
dados no mesmo leito
Beijos com lábios de a
deus
Beijos com ba
tons de nunca mais
Beijos com brilhos de eter
nidade
Cabelos brancos na almo
fada da nova era
Poeiras mágicas de ou
tras épocas
Olhos castanhos diante do jor
nal cinza
Náufrago em
barco
num iate de hi
atos
de dias após di
a
mais uns milhões de dí
vidas
mas sobre
vivo
pois a poesia vem sem
pre

- Sou fragmentos espalhados numa vida inteira.



Um comentário: