segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Sarau Punk Rock Noise Horror Show: O Halloween Lírico das Solidões Coletivas

O Sarau Solidões Coletivas In Bar venceu distâncias, conquistou novo espaço, reinventou luas cheias, aglomerou bruxos e bruxas da poesia e ficou ainda mais coletivo e especial. Hoje posto os 5 vídeos da última edição do evento (as filmagens foram meio às escuras, mas fortaleceram o clima dark do sarau).

Bar Na Moita, Estrada do Contorno, Bairro Cambota, Valença/RJ, 03 de novembro de 2012 - O Sarau Solidões Coletivas In Bar realiza mais uma edição especial, desta vez inspirado no Dia das Bruxas, seguindo sugestão da fodástica poetamiga Patrícia Correa.

Para os leitores amigos que ainda não tiveram oportunidade de assistir aos vídeos, aí vão as 5 partes:

Nesta primeira parte, vemos a parceria do músico Zé Ricardo e do poeta Carlos Brunno em poema homenageando a histórica banda punk valenciana The Zombiez, a apresentação do comediante Ronaldo Brechane e suas faces hilárias da morte e do terror, as bruxas apaixonantemente líricas de Alexandre Fonseca, o momento clássico com Augusto dos Anjos declamado por Juliana Guida Maia, a estreia dos fodásticos poetas Raquel Leal (de Volta Redonda/RJ) e Carlos Orfeu (de Queimados/RJ) acompanhada pelo violão de Eddie Mendonça, Patrick declamando Baudelaire, Patrícia Correa declamando poema de Aquiles Peleios, uma aula lírica - ou seja, um fazer poesia - da História do Dia das Bruxas com Gilson Gabriel e a estreia de Wagner Monteiro nos vocais, cantando Barão Vermelho, acompanhado pelo violão de Davi Barros.
Nesta segunda parte, vemos a participação da poeta e idealizadora do Identidade Cultural & Movimento Culturista Janaína da Cunha (de Itaipuaçu),Carlos Brunno S. Barbosa e os líricos gatos de Clarice Raquel Starling, a participação fodástica do Vibra Ação, formado por Fael Campos e Zé Ricardo, Wanda Monteiro e parte do dueto erótico de Wanda Monteiro e Janaína da Cunha.
Nesta terceira parte, vemos Juliana Guida Maia declamando um poema da poeta vampira Nana B. Poetisa, "O réquiem do vampiro" de Karina Silva, Carlos Brunno S, Batbosa declamando "Nos braços da vampira", da banda Zumbis do Espaço, acompanhado por Karina Silva, a parceria de Karina Silva com Luana Cavalera e Davi Barros, o poema "Heavy Metal" de Wagner Monteiro, o saci poético de Gilson Gabriel, a homenagem de Wanda Monteiro a cidade de Valença, a primeira parte do show do Black Cult mandando covers de Nirvana, Black Sabbath e músicas próprias.
Nesta quarta parte, vemos a segunda parte da apresentação do Black Cult, com muito Iron Maiden e músicas próprias e Carlos Brunno S. Barbosa e Wagner Monteiro declamando "Vampiros de Valença" e "Ultraviolence", acompanhados da guitarra furiosa de Gabriel Carvalho e a bateria fodástica de Uli Barros.
Nesta quinta e última parte, vemos Carlos Brunno S. Barbosa declamando a letra de música "Inveja" da banda voltarrredondense D'hanks, Patrícia Correa declamando mais um poema de Aquiles Peleios, Juliana Guida Maia declamando o poema "A noite vê o vampiro" de Carlos Brunno S. Barbosa, Carlos Orfeu, Wanda Monteiro, o show de Hélio Sória mandando covers dos Beatles, Titãs, Nirvana e a música de sua autoria o hit “Eu não sei dizer adeus”, terminando com uma parceria entre Janaína da Cunha, Carlos Brunno S. Barbosa, Wanda Monteiro e Hélio Sória num blues poema improvisado.




2 comentários:

  1. Para que seu link seja aceito, a imagem tem que ser no tamanho: 140x140 px.
    http://www.hiperlinks.org/

    ResponderExcluir
  2. Me emocionei vendo o seu trabalho, também sou professor da rede pública e sei da importância e dificuldade dos que divulgam cultura... Parabéns
    Abraços

    ResponderExcluir