sexta-feira, 20 de abril de 2012

Um poema escrito sob (e sobre) o signo de Áries

Hoje é um dia especial! Não, não me refiro a nenhuma data comemorativa nacional. Hoje o blog comemora o aniversário da cantoramiga Cíbila Farani e, em homenagem a esse momento especial, posto um poema que fiz para ela há tempos atrás, quando esta ariana iniciava sua brilhante carreira de cantora. Um poema dedicado a todas que nasceram sob o signo de Áries, segundo o horóscopo, meu inferno astral (sou taurino), mas, segundo o lirismo astrológico,  um paraíso de impulsividades, fogo e arte:


Para uma ariana

Tua impulsividade, às vezes tão passiva
passeia sobre minha mente e tantas coisas vêm
nas guitarras emocionais de meu coração grunge
sem rotas, propostas ou pretensões
apenas querendo o que não sei
como um skate em alta velocidade
tentando vencer a limitação da gravidade,
como uma apaixonite aguda soando grave.
Sinto teu fogo de áries, com ares de tentação
abrindo a porta de minha Pandora,
colorindo de vermelho o azul da minha paz.
A lua crescente de teus movimentos felinos
causam confusão em minha madrugada tardia
enrouquecendo os sonhos de minha almofada tranquila
como a voz de Billie Holliday numa canção de jazz
jaz aqui um coração entediado!
Com um giz de cera sem vida, eu ressuscito
os contornos de tua cintura em tua calça boca de sino...
O amor e ódio badalam
entre a coca-cola de teus rancores
e o refresco de teu raro silêncio,
entre o sabor imaginário de teus lábios
e a imensa melancia de tuas alegrias...
Estás em meu peito, em meus olhos, em meu tudo
És nada que a realidade me diz,
a matrix que eu sempre quis,
és mulher de áries, com ares de sedução!


2 comentários:

  1. As arianas, como eu, são arretadas!
    Somos intensas!

    ResponderExcluir
  2. Aryan's are intense.. I have some wonderful friends who are Aryan's:)

    ResponderExcluir