domingo, 8 de abril de 2012

Nota de falecimento: Oração da Morte da Páscoa em Teresópolis


A chuva volta a tocar sua guitarra insensível em Teresópolis...
Mais mortos...
Mais vítimas...
E ninguém sabe pra onde foram as verbas para recuperação da cidade, depois das chuvas do ano passado...
E nenhuma casa foi feita para os desabrigados das chuvas passadas...
E nenhuma providência foi tomada para as construções irregulares nas encostas e morros...
E a estrutura continua abalada...
E o raio caiu mais uma vez na mesma árvore ferida pela falta de cuidado dos jardineiros...
E dói imaginar que possivelmente algum aluno que tive na EJA não está mais entre nós...
Senhor da Paixão, até quando os inocentes vão pagar por aqueles que governam com hipócrita amor e duvidosa fidelidade em Ti? Até quando seremos governados por arbitrariedades abstratas, ao invés da concreta competência?
Não há Páscoa em mim, pois os coelhos estão mortos, foram sacrificados pela incompetência mais uma vez, Senhor...

Um comentário:

  1. Meu caro Carlos, já havia lido seu post, mas minha revolta e insatisfação com relação aos rumos que o nosso país tem em relação a aspectos sociais é tão vergonhoso que me deixa sem palavras. Já esperniei, gritei, "verborragiei" (sei que duas andorinhas não fazem milagres) mas não me rendo, continuarei a me indignar com essa nossa apatia diante do que chamamos política, cidadania e consciencia do que seja direitos e deveres de cada um de nós.

    Lamento profundamento esses desastres ocasionados pela incompetencia (que nem acredito mais que seja incompetencia, mas primordialmente OMISSÃO, CRIME, GENOCÍDIO). Enfim, eis meu grito outra vezzzzzzzzzzzzz (isso é um eco, fraco, mas eco)

    ResponderExcluir