sexta-feira, 16 de março de 2012

Solidões compartilhadas: Resumos poéticos de Camila Canêdo

Hoje compartilho mais uma vez minhas solidões poéticas com a poeta valenciana Camila Rocha Canêdo. Atualmente residindo em Angra dos Reis, Camila já iniciou suas solidões compartilhadas de forma vitoriosa: seu poema anterior “Primeira pessoa” (caso não tenha lido ainda, vai o link: http://diariosdesolidao.blogspot.com/2011/10/solidoes-compartilhadas-primeira-pessoa.html ) ganhou, com mérito, o Concurso de melhor poema publicado no prana puro (grupo de artistas amigos do facebook), promovido pelo blog Zine Mundo Underground. E a premiada poeta retorna ao blog com “Resumo - um poema dos tempos em que viver doía.”

Hoje eu sou
No máximo
O lugar onde vivo
O chão em que jogo o cigarro que fumo
E sendo tão pouco
Quase sumo
E porque não me assumo
Padeço
E esqueço
As horas que passam
As noites que durmo
As coisas que quero
Hoje eu sou assim
Quase um resumo

3 comentários:

  1. Olá! Temos o prazer de lhe convidar, a conhecer o novo Agregador de Links da web http://nabocadosapo.com.
    Venha nos dar o prazer de ter sua presença.
    Temos a seção Poesias.
    Não deixe de visitar a seção “Parceiros” - http://nabocadosapo.com/parceria e aumente suas visitas. Confira as vantagens.
    Na Boca do Sapo – Mais visitas para a sua página
    Desde já agradecemos por sua atenção!

    ResponderExcluir
  2. Uauuu! Gostei muito. e como estou imbuida de Pessoa, senti um quê dele nos versos "E sendo tão pouco / Quase sumo / Hoje eu sou assim / Quase um resumo. muito show.

    ResponderExcluir