domingo, 14 de agosto de 2011

Poema do dia dos pais: O segundo domingo de agosto

Poema dedicado ao Dia dos Pais, publicado no meu quarto livro "O último adeus (ou O primeiro pra sempre)" (2004), inspirado no poema "Viagem na família", de Carlos Drummond de Andrade; pra ser lido ao som de "Pais e filhos", de legião Urbana e "Pai", de Fábio Júnior:

O segundo domingo de agosto

Eu trouxe um discurso repleto de emoções pra você ouvir
mas não sei por que de minha boca só sai o silêncio
Talvez a distância imaginária intimide minha voz
quando me aproximo
e a certeza de que deixarei as palavras pra depois
traz desespero em minha incerteza interior
Eu tento dizer o que não sei
Sou sua imagem e semelhança
o espelho em movimento de suas aventuras e desventuras
O herói e o vilão em você também estão em mim
e os meus olhos dizem, os seus também
mas não sabemos ouvir
não sabemos ver
Talvez a divergência musical distorça as letras de nossas canções
e o nosso presente seja um passado que você nega
e um futuro que eu escondo

Pai, eu trouxe o silêncio pra você me ouvir

Nenhum comentário:

Postar um comentário